Poda da Orquídea – Quando Cortar a Haste Floral?



Uma dúvida muito comum, principalmente entre pessoas que estão fazendo a primeira poda da orquídea, é saber quando cortar a haste floral.

Afinal, o objetivo é que a orquídea continue dando flor o ano inteiro.

E não pense que isso aconteceu por que não cuidou direito. É  um processo natural as flores murcharem, secarem e caírem.

Então, se você não faz a mínima ideia do que fazer, vamos mostrar em detalhes todo o passo a passo, de uma maneira bem fácil e simples.

Quando Cortar a Haste Floral da Orquídea?

Em primeiro lugar, o momento certo de cortar a haste floral vai depender do tipo de planta que você tem.

Além disso, cada vez que você corta, acaba interrompendo o ciclo de crescimento tanto da planta como das hastes florais.

Então, os métodos de poda são diferentes, no entanto, algumas orquídeas não voltam a brotar a partir da haste que já encerrou o processo. Mais um motivo para você saber identificar a sua.

Dessa forma, assim que as flores caíram, já é possível cortar a haste, sempre rente à base, porque ela já não  vai dar mais flor.

Ao  cortar a haste, você também evita que a planta seja atacada por insetos.

Por outro lado, existem espécies que são  capazes de florescer a partir dessas hastes, por exemplo, a Phalaenopsis.

Vamos focar aqui na Phalaenopsis, pois são as orquídeas mais comuns no mercado.

Como, Onde e Quando Cortar as Hastes Depois da Floração

Primeiramente, é importante entender o que pode acontecer com a haste da orquídea:

Normalmente, quando compramos uma orquídea Phalaenopsis, ela vem com um ‘ferrinho’ para sustentar a haste. E uma vez que as flores caíram, é possível tirá-lo.

Só tenha cuidado porque alguns podem estar presos nas raízes.

Se a haste estiver seca, você pode cortá-la rente à base. Lembrando que a ferramenta que você for usar, que pode ser uma tesoura ou faca, deve estar esterilizada.

Na hora de cortar, faça um movimento em diagonal, de preferência acima do primeiro nó. E caso não esteja totalmente seca, você pode cortar acima do terceiro nó.

Saiba que esses nós são a parte onde a orquídea vai gerar novas flores ou folhas. Ou seja, se um novo broto surgir, vai ser a partir desses nós.

Uma dica é verificar os nós, pois aquele que já produziu flor, não tem chance de florir novamente.

Cortar ou Não Cortar?

Ao contrário dos que muitos pensam, cortar a haste estimula o desenvolvimento de uma nova.

Quando é feito esse corte, os hormônios vegetais e a energia da planta tendem a se concentrar na nova ponta da haste, o que incentiva a desenvolver uma nova flor.

É importante seguir os passos acima para cortar a haste floral da forma certa.

Mas saiba que pode ser que não floresça novamente, e se a haste tiver muito seca, é melhor cortar na base.

E se a planta estiver com as folhas secas e bem desgastadas, nem tente porque ela não vai florescer de novo.

Agora, se estiver parcialmente seca ou ainda verde, é bem provável que vai gerar uma nova floração. E é justamente a partir daqueles nós que isso vai acontecer.

Muitos orquidófilos gostam de cortar as hastes logo após a florada, pois isso permite que ela gere uma nova haste, ou um “keiki”, que é uma muda de orquídea na base.

É exatamente por isso que cultivar orquídeas é tão encantador, principalmente porque cada planta tem suas próprias vontades e comportamentos.

Mas é preciso ter paciência e respeitá-las!