TIPOS DE ORQUÍDEAS

Você sabia que a família das orquídeas inclui mais de 700 gêneros e conta com mais de 28 mil espécies?

Pois é! Nem se quiséssemos não seríamos capazes de falar sobre todos eles aqui.

Alguns tipos de orquídeas são realmente raros, mas para nós, pobres mortais, resta apenas os tipos mais comuns.
Então hoje, pensando em todo mundo que quer ter algum tipo de orquídea diferente, listamos X tipos de orquídeas e os seus principais cuidados.

Cuidados que Devemos ter em Casa com as Orquídeas

Apesar de parecerem muito delicadas, as orquídeas são relativamente simples de cuidar.
Mantenha sem sol direto, mas iluminada.

Regue uma vez por semana ou duas, mais ou menos, dependendo do seu substrato e vaso, e coloque adubo quando necessário, de acordo com seu calendário de adubação.

Aproveitando, deixo aqui algumas leituras complementares relevantes: Substrato para Orquídeas, Vaso para Orquídea e Adubo para Orquídeas.

Vale ressaltar que algumas orquídeas são o que chamamos de plantas parasitas, ou seja, elas precisam estar com as suas raízes em outras plantas para que cresçam e sobrevivam.
Claro que você pode reproduzir isso com alguns substratos, mas isso é conversa para outro conteúdo que vamos disponibilizar aqui no site.

Dica importante:

“A recomendação geral para as orquídeas é que elas não devem tomar sol direto, porém, se você mora em apartamento e as suas orquídeas ficam praticamente todo o dia dentro de casa, você precisa ter alguns cuidados para que elas realmente fiquem bonitas e voltem a florir.
O melhor local é na sua varanda, mas em um local que não bata sol direto. A regra é a seguinte: coloque a sua orquídea dentro de casa quando estiver florida e bonita.
Use-a para enfeitar e trazer mais beleza para sua casa.
Quando as flores morrerem, leve os vasos de volta para a sacada e deixe lá, sem luz direta. Tomando os cuidados de regas semanais.
Isso com certeza fará com que a sua orquídea floresça novamente.
Se você se interessou em conhecer mais os tipos de orquídeas que você pode ter em casa, vamos lá!”

Tipos de Orquídeas

Phalaenopsis

As orquídeas phalaenopsis são as mais comuns e as mais fáceis de serem encontradas.

É uma orquídea ideal para iniciantes, já que toleram bem alguns cuidados errados e podem até mesmo ser replantadas por quem não entende muito do assunto.
Também é uma das espécies mais fáceis de florir, e costumam dar flores o ano todo.
As regas deve acontecer semanalmente e as dicas de sol seguem o protocolo que ja passamos acima: essa espécie tolera bem a luz, então vale a pena deixa-la bem iluminada, mas não com sol direto o ano todo.
Phalaenopsis - Só Orquídea

Brassavola

As orquídeas Brassavola são bem especiais devido ao seu perfume, e o cheiro fica ainda mais forte no fim do dia, inicio da noite.
Normalmente suas flores são brancas ou verdes. Também é bem fácil de ser cuidada.
Regue uma vez por semana, ou duas e deixe sob luz indireta sempre que possível.
Brassavola - Só Orquídea

Catasetum

A Orquídea Catasetum chama a atenção pelas suas flores maravilhosas. São bem diferentes e realmente se destacam.
Também são bem simples de cuidar, mas, tem uma peculiaridade que pode assustar os cuidadores mais inexperientes: durante o inverno o Catasetum têm a tendência de que suas folhas fiquem amareladas e caiam.
Muita gente acha que isso significa que a orquídea morreu e acabe jogando ela fora. Mas não façam isso.
Ela segue viva, só está em uma fase dormente. Continue cuidando dela normalmente, regando e deixando em luz solar indireta que logo logo renasce e volta a florir.

Outra característica diferente dessa orquídea é que ela tem flores macho e fêmea, que têm funções diferentes na polinização.

Catasetum - Só Orquídea

Cattleya

Essa espécie é um dos tipos de orquídeas que mais foi hibridizado, então você encontra muitas opções de cores e formas de flores.

Uma informação legal da Cattleya é que ela tem uma espécie brasileira: a Cattleya Walkeriana, que foi encontrada inicialmente em Minas Gerais e é considerada a orquídea mais perfeita que existe, porque suas folhas são extremamente simétricas.

Ela é uma orquídea considerada cara, que normalmente é mais conhecida por colecionadores, já que seus vasos podem valer entre R$1000 e R$3000,00.
Cattleya

Cycnoches

Essa orquídea é muito bonita, mas tem algumas peculiaridades no seu cuidado.
A Cycnoches dá várias floradas o ano todo, e quando está em pleno crescimento, precisa de mais água do que o normal, então você pode rega-la cerca de 2 a 3 vezes por semana sem correr o risco de suas raízes apodrecem.
Porém, depois desse período, ela costuma perder todas as folhas, assim como a Catasetum.

Nessa hora em que as flores são perdidas, é importante parar de regar completamente. Não regue nem mesmo uma vez por semana.

Quando as flores voltarem a crescer, você pode voltar a regar normalmente.
É essa temporada seca que vai evitar que ela apodreça e morra.
Cycnoches - Só Orquídea

Cymbidium

Esse é um dos tipos de orquídeas mais delicados que existe!
Com flores pequenas mas que enchem os olhos pela quantidade em que nascem.

É uma boa opção para iniciantes, já que assim como as Phalaenopsis precisam de poucos cuidados e os cuidados costumam ser o padrão de sempre: regue uma vez por semana e deixe à sombra mas com incidência de luz.

Cymbidium

Dendrobium

Essa é uma espécie que se adaptou muito bem aqui no Brasil.

Tem flores muito bonitas, como quase todas as orquídeas e é uma das mais vendidas.

O seu segredo está na rega, mantenha o substrato sempre úmido,  o que pode significar molhar 2 vezes por semana no verão e 1 vez por semana no inverno ou em épocas mais frias.

A luz, como sempre, deve ser indireta.
Dendrobium

Encyclia

A Encyclia é uma orquídea parasita, ou seja, ela cresce bem quando suas raízes estão em uma árvore.
Por isso, não é uma orquídea muito recomendada para quem vive em apartamentos.
Há como simular o tronco para que a orquídea cresça saudável, mas não é uma tarefa para iniciantes, e como já disse outras vezes, isso é algo que falaremos em outro conteúdo aqui no site.
Um fato curioso sobre esse tipo de orquídea é que ela não tem cheiro algum, mas, para compensar a falta da fragrância, ela fica florida durante vários meses do ano.
Encyclia

Epidendrum

Essa orquídea também faz parte das orquídeas que tem flores bem pequenas e delicadas.
Uma característica da Epidendrum é que elas precisam de sol para florescer.

Por isso, se você notar que as suas orquídeas não estão florescendo, experimente coloca-las diretamente no sol por algumas horas do dia, preferencialmente logo cedo ou na parte final da tarde, evitando assim que o sol esteja muito quente e forte e acabe matando a sua orquídea.

Epidendrum

Ludisia

Essa espécie de orquídea, assim como a maioria das que falamos aqui, são orquídeas que são simples de cuidar.
Mas essa orquídea tem algumas peculiaridades.
A primeira é que a Ludisia é uma das únicas orquídeas que dentro desse tipo possui apenas uma espécie.
Alguns tipos de orquídeas chegam a ter mais de 1000 espécies!
Outro ponto curioso dela é que essa flor é terrestre! Ao contrário da grande maioria de orquídeas que é aérea, essa planta deve ser plantada em solo.
Alguns tipos de orquídeas chegam a ter mais de 1000 espécies!
Ela é encontrada na natureza em lugares com muita sombra e úmidos.
Então, para cuidar delas, o segredo é deixar o máximo possível na sombra e regar bastante, evitando deixar que a terra dela fique seca.
Ludisia - Só Orquídea

Lycaste

Esse tipo de orquídea faz parte das orquídeas que enganam os iniciantes e que perdem suas folhas depois da floração.
Então, fique atento para não achar que a sua flor morreu quando na verdade ela está apenas na sua fase dormente.
Outra coisa importante de ser dita sobre essa espécie é que seus pseudobubos têm espinhos, e estes espinhos são muito afiados, por isso é preciso ter cuidado para não se machucar.
Ela também não gosta de muito sol, portanto mantenha-a dentro de casa a maior parte do tempo e coloque-a para fora somente em alguns horários do dia, mas ainda assim mantenha a sua orquídea na sombra.
Lycaste - Só Orquídea

Masdevallia

Esse tipo de orquídea chama atenção por suas flores em um formato bem diferente do que costumamos ver nas orquídeas mais tradicionais.

Ela não é recomendada para iniciantes, já que tem um trato mais difícil.

Dentre as suas peculiaridades está o seu gosto por climas mais frios, sendo mais recomendada para as regiões sul do Brasil, e já adianto que é praticamente impossível criar uma Masdevallia no nordeste, exceto em estufas climatizadas.
Essa flor também tem como característica a sua necessidade de ficar com as raízes apertadas, sendo recomendado sempre usar vasos pequenos.

A umidade dela também é uma das características que impede que ela seja criada por amadores: deve sempre ficar entre 60 e 80%, sendo que caso passe dos 80% ela pode apodrecer e caso fique muito mais seca do que isso pode acontecer de morrer.

Portanto, só se arrisque se você souber o que está fazendo!
Masdevallia - Só Orquídea
Gostou desse conteúdo sobre Tipos de Orquídeas?
Qual a sua orquídea preferida?
Tem alguma que não colocamos aqui na nossa lista e que você gosta muito?
Qualquer coisa, entre em contatoe! Vamos adorar saber a sua opinião.